14/03/2013

Dicas sobre como usar bem o TAM Fidelidade

Essa semana, enquanto pesquisava umas passagens aéreas, acabei descobrindo por acaso o excelente blog sobre o mundo das passagens aéreas "Passageiro de primeira" (http://passageirodeprimeira.com), que dá dicas para facilitar a vida de quem quer tirar o máximo dos programas de fidelidade e dos benefícios das companhias que parecem inacessíveis aos reles mortais.

Um dos posts mais interessantes, que me permito aqui reproduzir dando crédito integral ao seu autor, Fábio Vilela, foi um com dicas sobre o programa TAM Fidelidade, um dos mais populares no Brasil (o post é de janeiro de 2013 e com as recentes alterações nas regras do programa alguma coisa pode ter mudado):


1- É possível visitar vários lugares na mesma região usando apenas uma pontuação. Sabe como? Simples, somente marcar os vôos com menos de 24 horas de intervalo entre eles na mesma região. Por exemplo, posso ir pra Frankfurt, dormir la, no outro dia acordar ir pra Paris, dormir la, no outro dia acordar, ir pra Londres, e assim sucessivamente. Já consegui fazer até 6 conexões no mesmo bilhete usando a mesma pontuação. Mas a regra é clara, a saída do próximo vôo não pode ser superior a 24 horas do vôo anterior. Por exemplo: Ir para Nova York, passar um dia, seguir pra Las Vegas. Na volta sair de Las Vegas, ir pra Chicago, passar um dia, e depois voltar pro Brasil. Tem inúmeras maneiras.

2 - Caso seu voo emitido com pontos, seja na TAM ou parceiras seja modificado ou cancelado, você tem o direito de escolher qualquer outro voo da TAM, ou cias parceiras pra ser marcado, MESMO se não tiver a classe com pontos, permanecendo origem e destino.

3 - Você pode mudar quantas vezes quiser a data da viagem do seu bilhete emitido com pontos SEM MULTA, desde que a origem e destino permaneçam o mesmo. Ex: Bilhete original: Guarulhos – Nova York – Chicago – Las Vegas, mas de repente você achou uma disponibilidade melhor com pontos Guarulhos – Houston – Las Vegas. Por manter a mesma origem e destino, não importa como fica as conexões, que você pode mudar quantas vezes quiser. Isto é uma ótima saida para quem está com pontos pra vencer, pois te permite emitir uma passagem para algum lugar que você sabe onde vai, mas nao tem data especifica. OBS: Exceção da América do Sul e Brasil onde esta regra não se aplica.

4 - Sempre adicione seu numero fidelidade no seu bilhete emitido com pontos (mesmo sabendo que não pontua). Alem de você garantir acesso a salas vip e prioridade nas bagagens e check-in, eu ja tive casos em que mesmo sendo voos com pontos, foram creditados na minha conta.

5 - O Fidelidade cobra por regiões percorridas e não por Origem-Destino. Ex: Guarulhos – Frankfurt – Beirut. Mesmo o voo sendo conexão, a TAM vai te cobrar pontuação da América do Sul para Europa, e depois da Europa para Oriente Médio. Um roubo, pois na hora de acumular, voce acumula por Origem e Destino e não por regiões percorridas.

6 - Quer pontuar mais na mesma viagem? Simples, faça conexão com MAIS de 24 horas. Qualquer trecho feito com mais de 24 horas, é considerado uma nova viagem pela TAM, portanto irá pontuar. Mesmo se voce tiver bilhetes emitidos separados e fizer o voo em um intervalo de 24 horas, ele irá pontuar somente um bilhete.

7 - Se você ver disponibilidade em voos da Star Alliance, seja pelo site da Ana, ExpertFlyer, Aeroplan, etc. A disponibilidade existe. Se você ligar no Call Center e o atendente dizer que não tem, desligue e ligue denovo. 

8 - Se acontecer novamente, ligue denovo. Você vai achar uma que vai achar os voos.

9 - Não achou trechos saindo do Brasil para o exterior? Tente de lugares como Buenos Aires, Lima ou Santiago, pois a conexão para estes lugares é gratuita pela TAM.

10 - Não é permitido resgate e acumulo nas cias Avianca/TACA e nem Copa Airlines(mesmo sendo membro da Star Alliance) por medida judicial determinada pelo tribunal do Chile após fusão TAM/LAN que exigiu que a LATAM não pertencesse a mesma aliança aérea que Avianca/TACA e Copa Airlines.

11 - Todas as emissões pelo Call Center, inclusive as somente feita em parceiros, é cobrado uma taxa de R$40,00 embutido no preço da taxa de embarque.

12 - Você só pode emitir bilhetes internacionais a partir de 6 meses de antecedência da data da volta da viagem.

13 - Bilhetes internacionais nas cias parceiras são emitidos somente por lojas TAM ou Call Center.

14 - Pontos expiram em 24 meses

15 - Mudança de itinerário, nome de passageiro, temporada é cobrado multa de 10% da pontuação.

16 - Reembolso é cobrado multa de 10% da pontuação e é devolvido somente os pontos válidos.

17 - Não é permitido parada intermediária (stopover).

18 - É permitido emitir somente ida ou ida e volta e também chegar por um destino e sair pelo outro (open jaw).

19 - Ligar em horário comercial é a melhor forma de ser atendido rápido, no máximo até as 19:00, depois deste horário o tempo de espera pula para 30 minutos.

20 - Desde Dezembro de 2012 a TAM não permite mais segurar reserva com pontos por 24 horas em parceiros. Agora somente emissão imediata.