11/07/2010

RÚSSIA SEM VISTO PARA TURISTA BRASILEIRO


SOBRE ISENÇÃO DE VISTOS DE CURTA DURAÇÃO

Comunicamos que entrou em vigor, no dia 7 de junho de 2010, o Acordo entre o Governo da República Federativa do Brasil e o Governo da Federação da Rússia para a Isenção de Vistos de Curta Duração para Nacionais da República Federativa do Brasil e da Federação da Rússia, celebrado no Rio de Janeiro em 26 de novembro de 2008.

Os nacionais do Brasil e da Rússia portadores de passaportes nacionais válidos estarão isentos de visto para entrar, sair, transitar e permanecer no território da Rússia, se brasileiros, e do Brasil, se russos, por um período não superior a noventa (90) dias, a cada período de cento e oitenta (180) dias, a partir da primeira entrada.

Os nacionais brasileiros e russos portadores de passaportes nacionais válidos deverão obter os vistos apropriados segundo a legislação da Rússia, se brasileiros, e do Brasil, se russos, se pretendem desempenhar qualquer atividade remunerada ou empregatícia, atividades missionárias, trabalho voluntário, estudos, estágios e pesquisa.

Os nacionais brasileiros e russos podem entrar, transitar e sair do território da Rússia, se brasileiros, e do Brasil, se russos, através dos pontos de fronteiras abertos ao tráfego internacional de passageiros.

Serviço de Imprensa da Embaixada da Rússia no Brasil

5 comentários:

Anônimo disse...

Alguém teve problemas para entrar na Russia depois desta data?

Anônimo disse...

Em comunidades de mochilão no orkut li relatos que o pessoal esta entrando sem problemas no país, inclusive vindo por terra - trem ou onibus.
André

Bruno disse...

No fim deste mês vou para St. Petersburgo, entrando pela Finlândia. Espero não ter problemas.

Anônimo disse...

Saudações! Parabéns pelo Blog!
Existe um Post falando sobre os países que exigem visto do Brasileiro, com um mapa colorido bem interessante, com informações e links muito úteis. Todavia é preciso corrigir a primeira frase do Post, pois apresneta uma dupla negativa, usando "menor " e depois " não exigem" - fazendo com que a frase não esteja correta, não faça sentido. O que é descrito no texto mostra que o número de países que "exigem" visto é que está " menor"! Logo é preciso corrigir a frase. Abraços,

André Augusto Cella disse...

Valeu. Tirei o "não" da frase já!