06/11/2008

Estocolmo - Söddermalm e a partida

Depois da última noite em Estocolmo, nosso último dia na cidade amanheceu ainda melhor do que aquele primeiro que tivemos por lá. O céu azulzinho, sem nenhuma nuvem no céu, e a temperatura mais amena do que o de costume.

O vôo até Copenhague estava marcado para as 13h30 da tarde, o que nos deixava bem pouco tempo para aproveitar a manhã. Ninguém mais quis nos acompanhar, por isso só o Rafael e eu saímos em direção ao centro, para conhecer um pouco mais a cidade e ir até o elevador que fica na parte sul, para tirar umas fotos.

Pensamos até mesmo em ir até a torre de TV, do outro lado, mas para isso definitivamente não teríamos tempo suficiente.

Com tudo já pronto para a viagem, marcamos de nos encontrar todos às 10h45 no albergue, para tomar o ônibus até o aeroporto.

Antes disso, fomos caminhando direto até a ponte que leva a Söddermalm, a ilha ao sul de Gamla Stan. Foi uma pernada. O elevador chamado Katarinahissen estava recém abrindo quando chegamos lá.
Subimos por uma escadaria pelo lado de trás, aproveitamos para tirar as fotos da parte de cima e depois só descemos (tem que pagar uma passagem para isso).

Söddermalm não tem muitas atrações turísticas, por isso não nos preocupamos com esse bairro durante nossa estada na cidade. O bairro é mais residencial e também tem uns barzinhos de estilo mais universitário do que os que fomos, mas pela distância e tudo mais, acabamos não o conhecendo direito.
Depois de mais umas fotos nos nossos últimos minutos na cidade, começamos a volta ao albergue. Chegamos lá, e nada do Diego e do Rodrigo. Só o Marcelo nos esperando, sem saber para onde os outros tinham ido. Demos uns 15 minutos de tolerância e nos mandamos para a estação sem eles.

Uma hora depois, já no aeroporto, apareceram os dois, meio esbaforidos, dizendo que nós é que tínhamos nos confundido com a hora marcada para o encontro... No final, porém, deu tudo certo e embarcamos na hora marcada.

Nenhum comentário: