01/11/2010

Dubrovnik - muralhas


Um dos passeios mais interessantes e agradáveis de se fazer em Dubrovnik é caminhar por cima das muralhas que rodeiam a cidade antiga.

As muralhas são bastante largas e há uma calçada renovada lá em cima para que os turistas possam caminhar. Embora haja uma escadaria bem alta para se subir quando se se entra nas muralhas, depois o caminho é relativamente leve, com algumas escadinhas menores quando há troca de nível.
O percurso todo tem 1,9km, por isso deve-se reservar pelo menos 1 hora para realizá-lo, contando com as paradas para fotos, para admirar a paisagem ou mesmo para fazer um lanche (umas três lancherias ficam em determinado pontos das muralhas, principalmente perto dos acessos).

O passeio é pago e embora haja quem diga que é possível realizá-lo sem o bilhete de entrada, o que vimos foi uma fiscalização do tal bilhete em pelo menos três pontos no período da muralha, justamente a cada vez que se passa por um ponto de acesso. O preço é único, seja para fazer a muralha inteira ou só um pedaço.
Das 10h da manhã às 15h30, o lugar é um inferno, pelo que vimos da nossa janelinha e das praias: o calor é insuportável, chegam a se formar filas, principalmente de idosos com guias explicando o roteiro, e a multidão que desce dos navios de cruzeiro é que basicamente toma conta de todo lugar. Deixamos para fazer o nosso passeio ao entardecer e aproveitamos para ver o pôr-do-sol lá de cima, antes de descer para fazer uma "pré-janta".
Entramos pelo portão principal da cidade, o portão de Pile, que é aquele em que os ônibus que vêm da rodoviária e do porto param. O outro portão, que dá acesso às praias (portão de Ploce) também tem uma escadaria de acesso e há ainda um outro ponto, próximo do porto, em que também se pode subir. Pelo que entendi, os demais pontos de acesso são apenas de serviço, para os bares que ficam lá em cima. O sentido do passeio é obrigatoriamente anti-horário.

O melhor visual, para quem faz como fizemos, está justamente no final, quando se chega nos pontos mais altos da muralha e se tem toda cidade à frente, com o sol se pondo ao fundo. A cor alaranjada dos telhados bem cuidados fica ainda mais brilhante e a foto sai sempre com cara de cartão postal.

3 comentários:

caio disse...

Fala André, tudo bom?
Sou um leitor assíduo do seu blog, que é, sem sombra de duvidas, o melhor que já vi por aí...
estou indo pra Europa no fim do ano e fiquei com uma dúvida, como vc fez pra ir de amsterda para bruges?
Meu e-mail é caiotirapani@hotmail.com
Desde já, muito obrigado pela atenção e parabéns pelo trabalho!
abracos
Caio

Dr Mauro Gemelli, C.O. disse...

aff...quando eu crescer, (esse ano ainda por favor!) vou seguir alguns roteiros teus! kkk
Aproveitar ver oq o captalismo ainda não destruiu né? haha
muito bom cara! parabés!

Anônimo disse...

Muito bom o post, parabens!Quanto ao comentario acima,se um lugar recebe inumeras visitas anualmente e consegue dinheiro para preservar seus monumentos e tambem uma movimentação financeira capaz de empregar milhares de pessoas direta e indiretamente,isso se deve ao capitalismo,amiguinho.Ja viajei por inumeros paises e nunca encontrei um norte-coreano ou cubano viajando a lazer por ai.Leia mais.