14/01/2009

Mandamentos de mochileiro

A mesma edição da Viagem e Turismo sobre a qual comentei no post de ontem trouxe aquilo que se poderia chamar de "os 10 mandamentos do mochilão".

Ao ler a reportagem, fiquei analisando as minhas viagens e pensando se realmente posso dizer que todas tenham sido mochilões de verdade... Pensando bem, acho que só aquela grande primeira jornada pela Bolívia, Peru (Machu Picchu), Atacama e Argentina é que poderia ser enquadrada nesse conceito.

Para a revista, mochileiro de verdade tem os seguintes princípios:

1 - Não ter destino certo (esse é o que mais teria sido "desobedecido" nas minhas viagens pela Europa, já que em nome da organização das passagens aéreas e das reservas, quase sempre tive esquemas certos de onde iria, com exceção dos dias que fiquei na Itália viajando sozinho).

2 - Ficar o tempo necessário em cada lugar (idem ao anterior).

3 - Não ter muito conforto (concordo!).

4 - Não andar na moda (é verdade, mochileiro não está nem aí para isso...)

5 - Não tomar táxis. (Concordo em gênero, número e grau e às vezes sou chamado de xiita por isso)

6 - Ter opinião forte e compartilhá-la (é isso que estou fazendo aqui!)

7 - Não ter medo de idiomas. (Por supuesto!)

8 - Não se acomodar jamais (quando estou num mochilão, corro três turnos e durmo muito menos do que o normal - até a ressaca é menor!)

9 - Fazer muitos amigos (a bem da verdade, são gente que se conhece, não amigos de verdade).

10 - Não levar muito a sério listas de mandamentos (ufa!)

2 comentários:

Bruno disse...

Concordo integralmente com todos, em especial com tuas ressalvas quanto ao primeiro e segundo.
Abração,
Bruno Menezes

Geison Berlezi disse...

Eu gostei do número 10, hahaha
Abraçao