04/12/2010

Passeio por Montenegro - retorno à Croácia


Depois da visita a Budva, começamos nosso retorno a Dubrovnik. Dessa vez, fomos os primeiros a chegar no busão para desfazer a má impressão de brasileiros atrasados com que ficamos em Kotor.

O caminho de volta foi bem mais rápido do que na ida, porque ao invés de fazer todo o contorno interno da baía de Kotor, cortamos o estreito da entrada da baía num ferry boat, que nos deixava direto em Herzeg Novi, última cidade antes da fronteira croata.

A migração da volta foi ainda mais rápida que na ida e não demorou muito já estávamos, com dia ainda claro, de volta em Dubrovnik.

Foi só um passeio de bate e volta, mas valeu muito a pena e deu para ver muita coisa desse país desconhecido da maioria dos brasileiros que é Montenegro.

Concordo 100% com as campanhas publicitárias que promovem o turismo no país: tem muita coisa diferente para um lugar tão pequeno. Mar cristalino com praias de cartão postal, cidades medievais, montanhas com picos nevados, lugares para fazer trilhas, vestígios de civilizações passadas - sem falar no outro lado do país, em que fica a capital Podgorica e a região com mais influência albanesa.

Eu mesmo duvido que ainda faça isso, mas confesso que fiquei com vontade de um dia voltar lá com mais calma (acho que ouvi pelo menos outras duas ou três pessoas que fizeram esse tour dizendo a mesma coisa). O que mais me deixou com vontade foi a possibilidade de fazer trekkings nas montanhas para cima de Kotor - ou simplesmente curtir uns dias com a minha mulher num hotel como o de Sv Stefan...

Fato é que o país não tem nada de assustador. Pelo contrário: é muito seguro, mais barato do que se imagina (euro e russos assustam!) e muito fácil de se locomover. Claro, pode-se enfrentar alguns congestionamentos ao melhor estilo verão em Floripa, mas basta planejar os horários.

Nenhum comentário: