02/12/2010

Passeio por Montenegro - Sveti Stefan e Budva


Depois que saímos de Kotor, atravessamos o longo túnel que corta as montanhas que ficam atrás da cidade para sairmos já próximo ao mar aberto, nos arredores de Budva.

Budva é descrita como se fosse uma pequena Dubrovnik: tem um centro histórico amuralhado bem preservado, praias paradisíacas ao redor, e até uma ilhota verde no meio da baía principal da cidade, tudo com montanhas de umas boas centenas de metros de altura a apenas 1 ou 2km da costa.
A cidade tem sido a que mais recebe turistas no boom de visitantes que Montenegro tem recebido nos últimos anos. Até mesmo um show da Madonna foi trazido a uma das praias há 2 anos para promover melhor o lugar, além de outros festivais internacionais de música.

No verão europeu, fica praticamente lotada de turistas russos, ucranianos e sérvios (é impressionante como essa questão da religião parece dividir as pessoas - católicos ficam na Croácia e ortodoxos em Montenegro). Com o crescimento econômico meteórico da Rússia nos últimos tempos, houve uma especulação imobiliária muito grande na cidade e hoje o que mais se vê são placas em russo vendendo apartamentos e casas em condomínios para os russos passarem as férias.

Há ainda um grande número de joalherias, que se diz venderem muito, tendo como público alvo os mesmos novos ricos russos.

Tudo isso fez de Budva um dos lugares mais agitados do Adriático, havendo vários barzinhos, boates e clubes de praia com agito a qualquer hora do dia.

Antes de pararmos lá, contudo, nosso microônibus foi até o mirante na estrada que permite a visão espetacular da ilha de Sveti Stefan (Santo Estêvão). É essa maravilha aí embaixo...
Sv Stefan é uma ilhota bastante próxima da praia que foi unida ao continente por uma ponte artificial. Desde os anos 40, era um resort de luxo, tendo inclusive hospedado Sophia Loren e outros da elite europeia, mesmo em tempos de Iugoslávia comunista.

Com a guerra dos anos 90, ficou meio por baixo, mas depois a ilha inteira foi comprada por um grupo hoteleiro e hoje ela toda é um único hotel, com hospedagens de todos os tamanhos - mas todas bem caras. Para entrar na ilha, tem que estar hospedado (mas dizem que a vista daqui de fora é melhor, hehehe).

Depois de Sv Stefan paramos para um almoço em Budva, na beira da praia. Acertamos que só retornaríamos às 16h30, para dar tempo para um passeio na cidade velha ou um mergulho na praia.

Acabamos comendo com calma num restaurante de frutos do mar e depois demos algumas voltinhas no comércio local. Sacamos uns euros e pusemos em prática um plano: comprar nosso próprio guarda-sol para os próximos dias de praia na Croácia. Não saiu por mais do que uns 10 euros. Ainda compramos dois snorkels (bem vagabundos, mas dá pro gasto naquela água tão clara).

Na finaleira, ainda deu para fazer o passeiozinho pelas muralhas da cidade velha (bem menor que Dubrovnik) e para dar uma olhada em lojinhas de cacarecos. A praia ficou para outro dia...

Nenhum comentário: