14/07/2011

Santorini: Antiga Thira


A Antiga Thira é um sítio arqueológico localizado num dos pontos mais altos de Santorini, entre as praias de Kamari e Perissa. Como é uma área protegida, cobra-se ingresso para visitar o local (não mais do que 4 euros por pessoa) e deve-se observar horários de abertura (geralmente das 9h da manhã às 17h).

Ali ficava uma cidade que foi habitada entre os anos 900AC e 700, ou seja, tanto na era clássica da Grécia, como no período em que o Império Romano dominou a região. Era o centro mais importante da ilha e foi construído a mais de 300m acima do nível do mar por uma questão de segurança: dali era possível avistar embarcações inimigas se aproximando e construir mecanismos de defesa (desde muralhas até a possibilidade de jogar água ou óleo quente em quem estivesse subindo sem ser convidado).

A cidade foi abandonada depois de uma erupção relativamente pequena do vulcão submerso na baía de Santorini, mas que foi suficiente para cobrir o lugar com cinzas e detritos. Só no início do século XX é que pesquisadores alemães se interessaram pelo lugar e começaram a escavá-lo.

É possível fazer o passeio sem guia nenhum, com os folhetos explicativos que são distribuídos na bilheteria, mas também é comum ver grupos de 20 ou mais pessoas acompanhados por uma pessoa explicando a história do lugar.

Os itens mais interessantes são as capelas medievais construídas no período bizantino (mais recente) logo na entrada da cidadela, que ainda estão em pé; algumas rochas ornadas com imagens de animais com simbolismo religioso em altares sacramentais do tempo da Grécia Clássica; as ruínas do teatro, numa parte mais baixa e quase inacessível da cidade; resquícios dos banhos e das latrinas públicas, já no tempo dos romanos.
Por mais que as ruínas não empolguem muita gente, o passeio vale a pena pelas vistas impressionantes que se tem lá de cima. Em dias claros e com boa visibilidade, é possível avistar os pontos mais altos da ilha de Creta, dezenas de quilômetros ao sul. Uma visão de 360° de Santorini toda também é possível nos pontos mais altos.
Como quase não tem vegetação, e pela própria altura do lugar, venta muito lá e é bom levar casaco mesmo em dias de muito calor e sol.

Para quem está de carro, basta ir até a praia de Kamari e seguir as placas para a “Ancient Thera” ao sul da cidade. Quando as casas terminam, começa uma estrada em ziguezague montanha acima, toda asfaltada com concreto, que exige uns bons 8 minutos em primeira marcha, a menos de 30km/h.

Alguns corajosos até fazem o percurso a pé, mas certamente chegam lá mortos depois de uma meia hora de caminhada montanha acima, e aí vai faltar disposição para subir mais uns tantos metros por pedregulhos e escadas até o sítio propriamente dito.

Nenhum comentário: