14/08/2010

Medo de perder a conexão

Havia pelo menos umas três semanas que eu estava preocupado com a possibilidade de que não houvesse tempo suficiente para a conexão no aeroporto de Guarulhos, com os horários em que havíamos comprado as passagens. O voo de Porto Alegre, pela TAM, sairia às 19h20 e chegaria em São Paulo às 21h15, segundo a previsão da passagem. O voo da Turkish Airlines para Istambul, por sua vez, sairia às 23h20.

Olhando assim, até parece bastante tempo, mas se for considerado o tempo de antecedência com que se faz o embarque (pelo menos 45 minutos em voos internacionais), a espera na fila de imigração para sair do Brasil (tem levado quase meia hora em dias tumultuados em Guarulhos) e a possibilidade (até então eu não tinha certeza) de que tivéssemos de retirar as malas em Guarulhos para fazer novo check in na Turkish, o espaço de tempo parecia bem pequeno mesmo. Não haveria muita margem para atrasos.

O que assustava nessa possibilidade era a certeza de que, caso perdêssemos aquele voo, o próximo só sairia três dias depois – o que mata boa parte de uma viagem planejada para durar apenas 13 dias.

Até tentamos ver a possibilidade de antecipar o voo entre Porto Alegre e São Paulo, mas as taxas cobradas (US$ 125 por alteração) e os horários disponíveis (teríamos de ficar pelo menos umas 6hs em São Paulo) acabaram nos desencorajando. Andei dando uma olhada no site da Infraero para ver se o voo da TAM costumava atrasar, mas com o que vi fiquei um pouco mais tranquilo.

Na quarta-feira à noite, dois do nosso grupo de amigos, o Diego e o Rafael, fizeram o trecho de ida e deu tudo certo. Chegaram em São Paulo com a bagagem já despachada, passaram pela imigração e ainda conseguiram tomar um chopp na área de embarque. Na quinta de tarde estavam na Turquia. Eles haviam decidido viajar com dois dias de antecedência para poder aproveitar melhor Istambul, coisa que eu e o Harold não podíamos fazer em razão de compromissos de trabalho. O fato de ter dado certo com eles tranquilizava, mas também deixava aquela angústia de “será que nós também vamos conseguir”.

Felizmente, porém, tudo deu certo.

Saímos de carro daqui de Santa Maria na sexta de tarde, chegamos em Porto Alegre com chuva às 17h, deixamos o carro na garagem de um amigo no Menino Deus e tomamos um táxi até o aeroporto. No caminho até lá, um engarrafamento como eu nunca tinha visto na zona norte de Porto Alegre. Os guardinhas mandando usar a via lateral, caminhões atravessados na pista tentando fazer manobras absurdas, um caos típico de dia de chuva. No aeroporto, quase não havia fila no check in. Despachamos a bagagem, fizemos um lanche e embarcamos na hora marcada.

O voo chegou em São Paulo 5 minutos antes do previsto e, já com o check in feito, fomos ao balcão da Turkish apenas trocar os cartões de embarque impressos pela TAM em papel de nota fiscal pelos cartões de embarque da própria empresa turca – exigência deles explicada já em Porto Alegre na hora do check in. Dali, passamos pelo raio-x, pela imigração e chegamos à área de embarque.

Um comentário:

MARCELO COSTA KASPRZAK disse...

Olá,
Sou um viajante, turista profissional, escritor e colunista de jornal. Estou escrevendo um livro sobre viagens com a idéia de poder ajudar as pessoas com consultoria de viagens e gostaria de saber se seria possível uma divulgação do meu blog, algumas fotos e quem sabe de alguns artigos e textos do próprio livro ou idéias pessoais. O livro já está registrado ( não publicado ), porém decidi por continuá-lo devido alguns roteiros que pretendo concluir.
Já tenho uma coluna no site www.parana-online.com.br/canal/viagem-e-turismo
Também publiquei um texto no jornal GAZETA DO POVO do Paraná e a REVISTA PANORAMA DO TURISMO já divulgou meu blog na edição de junho/2010. Queria ampliar a divulgação, pois tenho convicção que será o livro de maior incentivo ao turismo que já existiu, com dicas importantes baseadas em experiências e argumentos contundentes de que viajar não é só para ricos e sim para aqueles que se esforçam e vêem o mundo como um só, com a possibilidade de cultura e conhecimento ao contrário do consumo materialista avassalador que temos na sociedade. Destaco que viajar é opção de vida, despreendimento e coragem com mensagens positivas para aqueles que sonham em viajar ou ir a um lugar distante, pois a única coisa que ninguém lhe tira são as lembranças. Afinal, quem não gosta de viajar ?
O problema é que muitas vezes as pessoas ficam presas em certos paradigmas pessoais a serem quebrados. Tudo isso aliado a um alerta ao que os seres humanos estão fazendo com nosso planeta.
Acredito que vai gostar das minhas idéias e publicações. Convido-o(a) para visitar o site e no blog. Se achar conveniente, vou adorar receber seu comentário. No blog tem as instruções para a postagem. No site em um envelopezinho à direita abaixo do meu perfil onde diz ENTRE EM CONTATO. Mas, se preferir, também pode me enviar sempre algo por aqui no email mesmo, estou à disposição. Suas idéias, elogios ou críticas são importantes para mim e se puder me passar alguma dica ou indicação com relação a uma futura possível edição, apoio ou divulgação da idéia, também agradeço muito. Trocar idéias e informações é muito importante.

Meu convite e idéia mais particular à você é divulgar seu blog também no meu em PARCEIROS e você divulga o meu no seu em primeira página também ... acho que com esta troca todos ganhamos ...
Se puder me passar alguma dica ou indicação com relação a uma futura possível edição, apoio ou divulgação da idéia, também agradeço muito.
Aguardo sua visita e seu retorno ...
Grande abraço, paz e boas viagens !

MARCELO COSTA KASPRZAK – “ PENSO, LOGO VIAJO ! “
www.omundoseuviaje.blogspot.com
www.parana-online.com.br/canal/viagem-e-turismo
omundoseuviaje@hotmail.com