14/12/2008

Berlin - chegada

Berlin, capital da Alemanha unificada desde 1990, tinha, até pouco tempo, 3 aeroportos: Tegel (sigla TXL), Schönefeld (sigla SXF) e Tempelhof (THF). Esse último foi desativado a uns poucos anos, sobrando os dois primeiros.

Tegel, o aeroporto por onde chegamos, fica no canto noroeste da cidade e é destinado aos vôos domésticos e aos provenientes de outros países europeus mais próximos. Funciona um pouco como Congonhas, para São Paulo, embora não seja tão dentro da cidade assim, como dizem. Schönefeld, que fica praticamente fora da cidade, no sul, ficou reservado para os vôos mais longos. É importante saber direitinho se o seu vôo está chegando ou saindo de qual deles, porque se houver algum erro, não há como "correr" de um para o outro. Levaria pelo menos uns 45 minutos, talvez mais.

Na nossa chegada, não tivemos nenhum problema. Se bem me lembro, foi o menor tempo entre desembarque, retirada das bagagens e acesso à área livre do aeroporto. Tratamos apenas de pegar uns folhetos nas informações turísticas (não havia muita coisa) e de comprar um ticket coletivo para o metrô.

O sistema de transporte público de Berlin é integrado, como na maioria das grandes cidades européias. Existem vários ônibus, com as linhas identificadas por números de três dígitos, os trens de superfície urbanos (S-Bahn), identificados por códigos formados por um "S" seguido de um número, e os metrôs subterrâneos (U-Bahn), com códigos U+número.
Passa-se de um meio de transporte para o outro sem nenhum controle oficial ou catraca. O próprio usuário é que deve validar seu ticket antes de entrar em cada meio de transporte (se for ticket simples) ou no início do dia (para os de 24hs) ou, no caso de moradores, no início do mês ou da semana, para os passes de validade mais estendida. A observação que diz "Entwerten, bitte" na parte debaixo dos tickets está dizendo justamente "Validar, por favor".

Para grupos de até 5 pessoas, a melhor opção é comprar o Gruppenkarte. Esse ticket, que custa uns 14 euros, dura 24hs, pode ser usado ilimitadamente em todos os meios de transporte urbanos (deve-se escolher se quer só zona A-B ou zonas A-B-C, sendo que, no segundo caso, é possível viajar até para fora do Estado de Berlin, chegando a Potsdam ou Sachsenhausen).

Não há estação de metrô ou S-Bahn direto no aeroporto, por isso tivemos que pegar um ônibus até a estação mais próxima. Os guias de viagem recomendam vários ônibus que podem ser pegos para essa primeira parte do trajeto: X9, 109 ou o 128. Todos ficam parados na área de desembarque do aeroporto, por isso não tem erro. Só se deve cuidar em qual parada descer, para não passar da estação de metrô em que se quer pegar o trem.

Nós, que estávamos indo em direção a Friedrichshain, descemos próximo a Junfernheide e pegamos a linha circular do S-Bahn, no sentido horário, até Ostkreuz, onde descemos.

4 comentários:

ve disse...

Oi, Andre.
Preciso mt de uma ajuda, se vc puder, claro! Chego em Berlim por volta de umas 23h pelo Tegel, mas já na manhã seguinte, cedo, embarco pra Milão pelo Schönefeld. Penso em ficar pelo Tegel durante a madrugada aguardando amanhecer pra me dirigir ao Schönefeld. Só que não consigo achar na internet qual a melhor forma de ir de um aeroporto a outro. Vc saberia me responder isso?

Mttttttttt obrigada desde já!!!

André Cella disse...

Não sei mesmo, porque não cheguei a ir a Schoenefeld. Só sei que Tegel não tem metrô. É preciso pegar um ônibus até a estação mais próxima, e vice-versa. Acredito que haja linhas de ônibus lá no aeroporto fazendo esse serviço, e por isso não me preocuparia tanto (ninguém usa táxi para fazer isso!). Se não, pegue um passe de 24hs dos serviços públicos de transporte a faça as baldeações ônibus-metrô-ônibus necessárias. Apesar de parecer difícil no mapa, o sistema é bem simples!

André Cella disse...

Dê uma olhada nesse site: http://www.berlin-airport.de/EN/ReisendeUndBesucher/AnUndAbreise/AnfahrtAuto/Uebersicht.html
Está em inglês numas partes!

ve disse...

Valeu mais uma vez, Andre! Brigadíssima!!!