14/05/2009

Como tirar o visto americano - Parte II

Foto e formulário DS-157: além do DS-156, preenchido online e gerado automaticamente pelo sistema de entrevista, baixe um pdf do formulário DS-157 no próprio site Visto-EUA ou em qualquer site oficial do governo americano e preencha-o a caneta, depois de imprimi-lo em branco. Menores de 16 anos não precisam preenchê-lo. Além disso, providencie uma foto 5x5 ou 5x7, recente, porém sem data, para entregar na entrevista (ela será digitalizada e aparecerá no seu visto).

Entrevista: compareça ao Consulado ou Embaixada no qual sua entrevista foi marcada com cerca de meia hora de antecedência em relação ao seu horário. Não esqueça nada: comprovante do agendamento da entrevista, passaporte (o atual e os anteriores que contenham vistos americanos), comprovante da taxa de US$ 131 paga, formulários DS-156 e DS-157 preenchidos, foto 5x5 ou 5x7 e os demais documentos com os quais você pretende comprovar sua condição financeira e seus vínculos aqui no Brasil (declaração de imposto de renda, comprovante de matrícula em instituição de ensino, extratos bancários dos últimos 3 meses, contracheques dos últimos 3 meses, carteira de trabalho, contrato de aluguel ou certidão de propriedade de imóvel, certidões de nascimento de filhos e de casamento, se casado, comprovantes do motivo da sua viagem, etc.). Já na fila do lado de fora funcionários terceirizados verificam se você está trazendo tudo e mandam sair da fila se não estiver tudo OK.

Ao contrário do que muitos pensam, não é necessário ter passagem comprada ou reserva feita no local de destino, mas é preciso comprovar o motivo da viagem de alguma forma.


No Consulado ou Embaixada, não é possível entrar com malas, mochilas grandes, aparelhos eletrônicos como máquinas digitais e celulares. Os celulares e máquinas podem ser guardados na entrada, junto com os seguranças (que deixam um comprovante para pegar na saída), mas as malas e mochilas grandes não são admitidas.


Depois de passar pela segurança (que tem aqueles detectores de metal tipo aeroporto), apresente-se ao balcão para retirar a senha da entrevista, que ocorre por ordem de chegada. Sim, há dezenas de pessoas com o mesmo horário que você agendou!
Com a senha na mão, aguarde ser chamado para colherem suas impressões digitais eletronicamente.

Uma funcionária pedirá para você colocar os quatro dedos de uma mão, depois os quatro dedos de outra mão e, por fim, os dois polegares, numa leitora ótica de impressões.


Após as impressões, finalmente você é entrevistado por um agente consular, através de um vidro a prova de balas, por um microfone. Você repassa a ele o passaporte, os formulários DS-156 e 157, já com a foto grampeada por um funcionário, e o passaporte no qual o visto deverá ser colocado.
Se o agente pedir, você deve apresentar outros documentos adicionais. Limite-se a responder e a entregar aquilo que lhe for pedido. O agente pode, inclusive, pedir licença para ligar para os números de referência indicados por você nos formulários, para ter certeza de alguma informação, ou mesmo buscar outras fontes de consulta.

Tanto as perguntas como as respostas são feitas em português, por isso não há motivo para preocupação. No nosso caso, o entrevistador perguntou apenas se éramos casados (porque marcamos “solteiro”, mas indicamos o mesmo endereço); quanto cada um de nós ganhava por mês e para onde viajaríamos. Com as três respostas, o agente deu-se por satisfeito e começou a digitar um monte de coisas no computador.

Ao terminar, quase um minuto depois, disse que nossos vistos estavam concedidos. Nada mais. Terminou.
Foi tão rápido e natural que nem tivemos uma reação na hora.

Pagamento da taxa de entrega: depois de saber que os vistos foram concedidos, fomos para a última etapa dentro do Consulado, que é o pagamento da taxa de entrega do passaporte em casa. No Rio de Janeiro, não usam os Correios. Usam uma transportadora chamada TNT, que na verdade comprou a estrutura nacional da Mercúrio Transportes. Nós mesmos preenchemos a guia com o endereço para entrega (um só para o casal) e pagamos a taxa, que varia em função do endereço e da quantidade de passaportes. No nosso caso, saiu por R$ 52,00, com a promessa de que os passaportes chegariam m 7 dias úteis.

FINAL: feito isso, resta sé esperar a entrega dos passaportes. No nosso caso, como mencionei noutro post, houve um grande atraso, inclusive com a informação de que os passaportes haviam sido extraviados, mas no final deu tudo certo. Acabamos ganhando os vistos pelo período máximo atualmente concedido, que é de 5 anos.
Observação: se você quiser um visto de negócios (B1-B2), além do visto de turismo, que foi o que nós fizemos, deverá pagar uma taxa adicional de US$ 60 para cada passaporte no próprio consulado, segundo nos informaram. Vistos para estudantes têm mais requisitos, por isso é bom se informar.

21 comentários:

Ana Paula Gomes Soares disse...

Como fez para conseguir visto de 5 anos?
Voce disse que queria viajar todo ano pra lá?

bjss

André Cella disse...

Olha, sinceramente não tem regra para isso. Eles concedem o visto no período que bem entendem. No meu caso, como sou funcionário público e tal, certamente consideram que não apresento risco de ser um imigrante ilegal em potencial... Sinto não poder ajudar nesse quesito!

henrique_c disse...

Oi André, tudo bem?
Cara, to preocupado... fiz minha entrevisto no consulado de são paulo no dia 24/08/09 e a entervistadora disse que eu tinha conseguido o visto. fui para o departamento de postagem, paguei a taxa e fui embora. Um amigo que foi comigo recebeu o visto em 4 dias úteis. O meu não chegou até agora (depois de quase dois meses). Mandei e-mails e sempre me respondem q o passaport está lá com eles devido a procedimentos administrativos. Trabalho registrado em um banco, tenho apartamento e carro no meu nome, já viagei para o exterior várias vezes e tenho renda comprovada...ou seja, ZERO perfil de quem quer ser ilegal lá... detalhe: tenho passagem pra NY comprada pra daqui a um mês... vc sabe de outros casos assim? é normal esta demora? qqr informação sobre isso me ajudaria!! valeu!! Henrique

Isabella disse...

Como faço para comprovar o motivo da viagem? Vou visitar uma amiga, e o visto é para turismo.

Obrigada!

bia disse...

como faço pra comprovar o motivo da viagem? vou pra disney e não adquiri o pacote ainda
responder pra: ru.biacampos@hotmail.com

André Cella disse...

Imprima a página da intenet correspondente ou leve folhetos da agência. O próprio Consulado recomenda NÃO comprar passagens ou pacotes antes do visto. Abraço

xande8644 disse...

oi

xande8644 disse...

Ola Andre!
Cara, otimo esse topico, até que enfim um decente, que conseguiu sanar minhas duvidas.Parabéns!
Só me tira uma duvida. No meu caso, vou viajar com minha namorada, e possuimos endereços diferentes,e nenhum vínculo legal, é possível que façamos a nossa entrevista juntos, se sim, eu pagaria apenas uma taxa de agendamento?
A taxa de 131 dolares, eu posso pagar antes no banco, ou tem que ser no consulado?
No caso não temos passagem comprada, vamos tirar o visto antes, você acha que uma carta de uma amiga, convidando-nos, seria de valor?

André Augusto Cella disse...

Obrigado pelos elogios... Essa sua dúvida é comum, e eu também a tive. No meu caso, a minha namorada já estava morando comigo e tinha contas em seu nome aqui em casa. Embora não fossemos casados, no DS 156 (formulário americano) marquei a verdade: que somos solteiros. No formulário da entrevista, marquei que éramos casados, morando no mesmo endereço (e por isso paguei uma taxa só e fomos entrevistas juntos). Quando cheguei lá, me perguntaram se afinal eramos ou nao casados e expliquei que moravamos juntos - sem problema. Agora, se ela não tem comprovante de endereço junto com vc, acho que fica complicado querer pagar uma taxa só. O melhor seria marcar dois horários proximos ou no mesmo horário (acho que sao grupos de 20 pessoas por horario).

André Augusto Cella disse...

A taxa de 131 dolares deve ser paga PREFERENCIALMENTE antes, em qualquer banco Citibank do Brasil. Leve o passaporte e confira se a taxa foi paga com a compensação bancária indicando o seu numero de passaporte.
Já com relação à passagem, o proprio Consulado recomenda que nao seja comprada antes. O que precisa haver é uma indicação clara do motivo da viagem e dos planos de vcs dois. Carta de amiga, nessa história, só complica, porque é um indício de que vcs pretendem ficar lá. O melhor é indicar um possível hotel ou albergue que vcs se hospedarão e usar esse endereço. Se quiser, faça uma reserva (que pode ser cancelada depois) e leve o comprovante. No dia da viagem, na imigração americana, aí sim querem a passagem de volta e a reserva de hotel garantida, ou a carta de amigo indicando que vcs ficam na casa deles.

xande8644 disse...

brigadão andré, muito bem esclarecido!Então, na imigração americana é importante ter esses comprovantes(hotel, passagem de volta,etc...),no meu caso, eu não falo inglês, nem minha namorada, corremos o risco de ser deportados pela imigração, sem mesmo entrar nos EUA?
Abraços

elizabeth disse...

Alguem sabe onde posso tirar a foto para o novo formul'ario? Toda vez que fa'co o upload, o sistema n~ao aceita e informa que est'a fora de foco.
Elizabeth

Glauce Fleury disse...

Oi, pessoal
Tentei entrar com meus dados no link https://ceac.state.gov/genniv/ para dar início ao pedido de visto. Mas os formulários pedem dois números de passaporte: o número mesmo - aquele com letras e números - e um de registro no livro (???). A mensagem ainda informava que nem todos os países têm esse segundo número e que, se não achasse, deveria perguntar no órgão emissor. Mas no 0800 da polícia federal, os atendentes não sabem informar. Alguém sabe de que número estão falando? Alguém preencheu dois números relacionados a seu passaporte para solicitar seu visto? Se puderem me responder, agradeço.

André Augusto Cella disse...

Olá,
Uma amiga minha que fez a entrevista do visto ontem, no Rio, preencheu o formulário no início do mês deixando em branco esse campo do numero de registro e marcando a opção "don't aply", ou seja, "não se aplica". É isso aí...

Glauce Fleury disse...

Obrigada, André
Sabe... vou ter q escrever um post no meu blog reclamando da PF (rs). Primeiro, perguntei no 0800. Não souberam responder. Depois, perguntei no Fale Conosco do site. A primeira resposta informava q eles dão assistência a preenchimento de formulário para emissão de passaporte. Mandei nova mensagem. Responderam que eu deveria tratar assuntos de visto direto no consulado. Quando, já sem paciência, escrevi dizendo que eu não estava pedindo informações sobre visto e que eles teriam visto isso se tivessem lido com atenção meu email, recebi a terceira resposta informando que esse número não consta no passaporte brasileiro. É mole?

Glauce Fleury disse...

Se quiser dar uma olhada no post, aqui segue o link: http://glaucef.blogspot.com/2010/08/numero-de-identificacao-do-passaporte.html.
Até +

Cris Silva disse...

Olá, parabéns pelo seu blog, muito ilucidativo. obrigada! Mas, estou com uma dúvida no preenchimento DS-160, onde pede contato nos EUA, mas eu não tenho nenhum, deixando em branco, não consigo prosseguir com preenchimento, eles pedem pra completar. O q faço, me responda, por favor???

Kamila disse...

Oi André!

seu blog é ótimo!!

Vou p/ os EUA ano que vem... Eu sou casada no civil e tenho comprovante de endereço junto com o meu marido e quero marcar a entrevista junto tbm, só que o meu passaporte está com meu nome de solteira, acha que posso ter problemas.. nesse caso o que vc acha melhor... eu tirar outro passaporte com o nome de casada ou simplesmente falar que sou solteira e falar que moramos juntos com vc.
Abraços

Glauce Fleury disse...

André, o consulado pede os origionais de documentos q comprovam vínculo com o Brasil, tipo contracheques, extratos bancários, documento de carro, casa etc? Ou seja, não se deve levar cópia de nada, só os originais?

André Augusto Cella disse...

Acredito que cópias sirvam, mas no meu caso não pediram para ver nenhum documento que levei...

Anônimo disse...

Todos os documentos que será apresentados no momento da entrevista devem ser originais, não recomendo ninguem a levar xerox pois pode prejudicar sua entrevista

Amanda
http://www.visto-americano.net