24/09/2011

Numa segunda vez


Buenos Aires é uma cidade em que sempre se tem algo novo para ver e fazer e que certamente ainda vou visitar várias vezes na vida, nem que seja para uma conexão com destino a outro lugar mais ou sul ou quem sabe na Oceania.

Dentre as atrações menos conhecidas da cidade por quem vai para lá pela primeira vez, poderia citar a região de Tigre, no delta do rio Paraná, a alguns quilômetros ao norte do bairro de Belgrano. Até hoje não conheci o lugar, mas colegas de trabalho que foram disseram que realmente é muito bonito e que vale muito a pena.

Outra atração é o Cemitério da Chacarera, onde está enterrado Carlos Gardel e outros personagens famosos da Argentina. Embora não tenha a mesma força daquele localizado na Recoleta, também costuma levar muita gente a conhecê-lo (alguns por engano, procurando Evita, é verdade).

Num dia chuvoso em junho de 2010, sem muita opção de turismo, acabei voltando a um shopping que tinha conhecido rapidamente em 2008, o Abasto. 

O shopping Abasto fica no prédio do antigo mercado público do bairro de mesmo nome, que também é famoso por ter uma estatua de Gardel, em tamanho real, na pracinha que fica bem na frente da sua saída principal. É um dos maiores centros de compras de Buenos Aires, localizado numa região central, mas não vá esperando algo gigantesco nem espetacular. A beleza da construção, no entanto, já vale uma visita (e um sorvete da Freddo, para não perder o costume).

A região de Abasto também concentra alguns daqueles shows de tango para turista, com jantar e aulas de iniciação de tango incluídas. Se você fizer como eu, que deixei para a última hora a reserva do Señor Tango, que fica no bairro de Barracas (perto da Boca), vai acabar se socorrendo de alguma opção por ali mesmo. O sistema é o mesmo do primo famoso: o pacote inclui o transporte do hotel para o evento e vice-versa, bem como um menu de três sequencias, com show de uma hora a uma hora e meia. É o “show de mulatas” deles, mas uma hora ou outra você também acaba indo conhecer. 

Outra coisa que só fui conhecer depois de algumas vezes tendo ida à capital argentina são os outlets da Avenida Cordoba, dos quais já falei em outro post. 

Embora hoje em dia estejam um pouco caros demais para continuarem sendo dignos do nome, valem a pena para quem estiver disposto a procurar bastante por algo, especialmente se o interesse forem roupas esportivas ou marcas conhecidas associadas à Argentina, como La Martina.

A maioria desses lugares não tem acesso por transporte público muito fácil (com exceção do Abasto, que tem uma estação de metrô conjugada no seu andar subterrâneo), por isso o melhor mesmo é rachar um táxi para ir direto.

Nenhum comentário: