07/05/2012

Passeios de Phuket - Ko Phi Phi




O passeio mais famoso que se pode fazer em esquema de bate e volta a partir de Phuket (embora muita gente prefira fazer uma viagem específica para esse lugar) é aquele que envolve as ilhas Phi Phi (em tailandês, é Ko Phi Phi, e pronuncia-se o "p" e o "h", como se fosse "pji" em espanhol - nada de falar "Ko Fi Fi"!).

As ilhas são duas: Ko Phi Phi Don e Ko Phi Phi Leh. Ambas estão localizadas a mais de uma hora de barco de Phuket, na província de Krabi.

A primeira delas, Ko Phi Phi Don, é a maior e é habitada. Tem vários hotéis e pousadas e até chega a ser meio muvucada. No tsunami de 2004, foi severamente atingida em um de seus lados, mas a cidade foi praticamente toda reconstruída do mesmo jeito que era antes (para o mal e para o bem).

A maior atração ali é curtir a praia durante o dia e a noite mais agitadinha. O estilo, no entanto, é bem pé na areia, sem muitas regalias típicas de outros lugares maiores (os preços, em compensação, são bem salgados).

A segunda ilha, Ko Phi Phi Leh, é uma reserva natural e não permite pernoite a turistas. Apenas guardas florestais e uma comunidade tradicional ficam por lá à noite, embora se diga que é possível conseguir autorização para acampar no local.
Essa ilha, na verdade, é a grande atração do turismo local. A sua praia mais bonita, aquela que fica na baía de Ma Ya (conhecia em inglês como Maya Bay) é o cenário paradisíaco conhecido no mundo inteiro por ter sido o local em que se filmou o filme “A Praia”, com o Leonardo DiCaprio.

Ao redor da ilha, há vários pontos em que se pode fazer enxergar bastante vida marinha simplesmente usando snorkel ou um óculos de natação. Do lado oposto a Maya Bay, há uma “lagoa”, que na verdade é outra baía, quase fechada por pedras grandes e rodeada de penhascos.

A água ao redor da ilha é a mais cristalina que vi na Tailândia e basta um raio de sol para ela mostrar a sua cor que vai do esmeralda ao azul turquesa. O lugar, para mim, foi o mais impactante pela beleza em toda a viagem que fizemos àquele país.

Fizemos o passeio com a mesma empresa que nos levou às ilhas da baía de Phang Nga, porque gostamos muito da infraestrutura e da atenção dos guias. Da mesma forma, foram nos buscar no hotel de manhã (só que era uma hora mais tarde), com a van, para então esperarmos o barco na Marina de Phuket.

De lá, um barco parecido nos levou até as ilhas Phi Phi, só que sem nenhuma parada no caminho. Como o mar é mais aberto, a chance de ondas mais altas e mal estar é maior que no passeio do dia anterior, mas não tivemos problemas. Demora bastante, mas quando chegamos perto das ilhas, já vimos a que viemos.

O primeiro ponto em que paramos foi a chamada “praia dos macacos”, um canto de Phi Phi Don que é uma reserva natural e que tem um monte de macacos que ficam todos excitados com a aproximação dos turistas, o que geralmente significa comida.

Alguns, mais exaltados, até pulam para dentro dos barcos para comer bananas que os guias trazem e depois voltam nadando para a praia, quando o barco começa a se afastar. Pede-se a todos que não tentem passar a mão nos bichos, porque podem morder e têm pulgas.

Em seguida, é feita uma paradinha para snorkel de uns 40 minutos a alguns metros da praia, numa parte em que não dá pé para ninguém (cerca de 5m de profundidade).


Depois, chega a hora mais esperada: a descida em Maya Bay, por volta da 1h da tarde. Fica-se cerca de 1h no local, tempo suficiente para cruzar a ilha (são 5 minutos até o outro lado, apenas com um pequeno bosque, uma área de manutenção do parque (onde há banheiros públicos fedidos pra cacete) e uma escadaria de madeira que dá para um portal de pedra, de onde se enxerga a “lagoa” do outro lado. De quebra, um tempinho para curtir a praia, que obviamente é compartilhada por algumas dezenas de turistas indo e vindo de barcos de passeio.

Após a praia, passeia-se de barco ao redor de Phi Phi Leh, passando bem ao lado da comunidade tradicional que vive numas cavernas, conhecida como a “Caverna Viking”. Nesse local, os moradores sobem pelas gretas das pedras é “caçam” os ninhos que um tipo especial de pássaro faz naquela ilha. O tal ninho, todo coberto pela caca das aves, é considerado uma iguaria pelos chineses, que pagam os olhos da cara pela “matéria-prima” com a qual fazem uma sopa supostamente afrodisíaca.

A caverna ganhou o nome por causa de desenhos rupestres de barcos nas paredes, que à primeira vista pareciam com os barcos daquele povo nórdico, mas que nada mais são do que barcos tradicionais tailandeses. Várias partes da tal caverna estão protegidas por andaimes e não está sendo permitida a visitação a pé no local, só passando de barco ao ladinho.

Depois disso, novamente se faz uma parada num ponto de mergulho, para fazer snorkel, só que agora mais perto de Phi Phi Don.

Dali, depois de meia hora, é a vez do almoço, servido num restaurante estilo Buffet (dessa vez em terra firme), também em Phi Phi Don.


Na volta, a parada para descanso é na ilhota conhecida como Bamboo Island, que nada mais é do que um pequeno círculo de areia no meio do Mar de Andaman, com algumas rochas cobertas de vegetação em uma extremidade. A ilha pode ser cruzada em menos de um minuto de um lado para o outro, mas fica cheia de cadeiras para aluguel e permite fazer snorkel numas pequenas piscininhas naturais formadas por coral ou mesmo saindo da própria praia, em pontos que dão pé até para crianças.
O mar de cadeiras na Bamboo Island (e o tempo para chuva)

Ninguém mora ali (o lugar é realmente muito pequeno), mas os vendedores e o pessoal que cuida das cadeiras vai e volta todo dia de ilhas vizinhas.

A "ilha do Homer Simpson" (olha se não parece ele deitado!)

Para não romper com a tradição, no final da tarde o tempo fechou e chegamos em Phuket com uma chuva tropical, para uma hora depois estarmos de volta ao hotel. 

21 comentários:

Luana disse...

Boa noite! Amei todas as dicas da Tailândia! Irei para lá em abril deste ano e gostaria de pegar algumas dicas extras se possível.
É o seguinte: Minha viagem está dividida em 3 noites em Bangkok, 2 noites em Chiang Mai, 3 noites em Ko Samui, 3 noites em Phuket 2 noites em Koh Phi Phi.
Vc acha que é interessante eu me hospedar em Phi Phi ou fazer o passeio de um dia saindo de Phuket? E Ko Samui? To tão na dúvida...Pode me orientar?
Obrigada!!

André Augusto Cella disse...

Phi Phi tem menos estrutura do que qualquer outro dos 4 lugares p onde vc vai. Eu optei por não ficar lá, e só fazer o passeio. Ko Smui vale muito a pena. No final da organização de minha viagem tirei um dia de Phuket e coloquei a mais em Ko Samui e não me arrependo... é um lugar p onde ainda quero voltar.

Luana disse...

Obrigada!! Só mais uma dúvida...devo levar dólar americano ou bath? e qual é o gasto diário mais ou menos em relaçao as comidas? gasta-se muito?
obrigada mais uma vez!!

André Augusto Cella disse...

Nenhum. Saque bahts lá com seu cartão! Come-se por uns 20 a 30 reais por pessoa por refeição...

Uriel Rebelo disse...

Olá André, qual o valor dos passeios que saem de Pucket pras ilhas ao redor ?
Obrigado desde já!!

André Augusto Cella disse...

Entre 2500 e 3500 baht, dependendo do ponto de Phuket em que está hospedado e do tipo de barco utilizado.

Karina disse...

Olá! Td bem? Tb vou para a Tailândia em abril deste ano, incluindo em meu roteiro a ilha ko samui! Mas confesso ter um pouco de receio quanto a Ko phi phi, meu outro destino, talvez por 3 ou 4 noites (é muito?), por causa do risco de tsunamis...
Rola alguma "paranóia"na ilha por conta disso?
Não consigo "destravar"esta parte do roteiro...
Karina

André Augusto Cella disse...

O risco de tsunami em Phi Phi nao eh maior do que no Chile, na California, no Havai ou no Japao. Acho que um raio nao cai duas vezes no mesmo lugar, nesse caso. tres dias em phi phi eh bastante, divida com phuket e fica bem...

clreichenbach disse...

Ola Andre! Estou indo a Bangkok em Marco e terei 3,5 dias livres..
pensei em chegar em phuket passar a tarde e no dia seguinte, ir a Phi Phi no passeio de 1 dia (Alias voce poderia indicar a empresa que voce contratou?), depois terei 2 dias.. e nao sei onde priorizar Ko Samui ? Muito boas suas dicas!

Luana disse...

Oi Karina!! Tb to indo em abril e tb vou para samui e phi phi!! Embarco dia 21! Quando vc vai??

Hevelise Barbin disse...

Olá André,

Estou indo pra Tailândia agora em abril. Inicialmente teremos 4 dias pra phuket, mas estamos pensando em ficar pelo menos uma noite em Koh Phi Phi. Vc acha que vale a pena? Ou estaremos perdendo tempo em Phuket?

Obrigada

André Augusto Cella disse...

Phuket merece pelo menos duas noites.. até porque provavelmente seu avião chegará por lá. Aproveite para fazer a ilha do James Bond enquanto estiver lá.

Bruno Costa disse...

Bo noite pessoal! Estamos fazendo nossa viagem para a Tailandia. Por enquanto já visitamos:
Bangkok (2 dias)
Krabi (Railey Beach) 4 dias
Ko Phi Phi - 4 dias
E acabamnos de chegar em Phuket.

Pelo que vi até agora, posso afirmar sem sobra de duvidas que o melhor lugar para ficar é Ko Phi Phi. Lugar maravilhoso. As Praias de Phi Phi Don tambem sao lindas. Ficamos 4 dias mas daria para ficar mais um dia tranquilamente lá.

Abs!

loneliness emptness disse...

Oi Andre, bom dia...Pretendo ir à Bangkok no próximo mes de julho e ainda tenho duvidas quanto ao dinheiro, poderia me explicar mais detalhado por gentileza
Abraços

Bruno disse...

Quanto irei gastar mais ou menos com transp + hospedagem + comida ficando em bangkok, ko samui e pucket? voce poderia me falar qto voce gastou nessa sua trip? em dolar.. plx.. cheers man!

Luciana disse...

Olá André!!! excelentes suas dicas. Provavelmente vou ficar 3 dias em Bangkok e depois ficar uns 7 dias visitando as ilhas. Minha intenção é de se hospedar em Phuket. como vc sugeriria q eu dividisse esses dias? Mtooo obrigada desde já.
Luciana

Anônimo disse...

Oi André, tudo bem!? Acho que já faz um tempinho que fez tua viagem e espero que consigas me ajudar, hehehe!! Então... vou para Tailândia daqui 1 mês e estou com parte do roteiro definida, porém dei uma "travada" no sul. Gostaria da tua ajuda no roteiro, seguem abaixo as datas:
3 dias em Bangkok, 3 dias em Chiang Mai e 10 dias no Sul... e aí que tá meu "problema"!!! Não sei pra onde ir, qnts dias ficar em cada lugar!! Se puder dar umas dicas... super agradeço! Abraços, Lu

Teresa Cristina disse...

Olá André, tudo bem? Estou indo pra Tailandia em fevereiro e já estou pegando uma carona nas suas dicas. Gostaria de saber se vale a pena comprar (e carregar) o guia do Lonely Planet, já que é pesado pra caramba e estarei indo de mochila. Valeu pelas dicas! ;)

André Augusto Cella disse...

Compre o Thailand Islands & beaches que é bem levinho e tem tudo o que mais interessa a quem vai fazer esse roteiro. Com relação a Chiang Mai, vale a pena baixar da internet o pdf com o capítulo específico daquela região.

Anonimo disse...

Boa Noite André...
Estou indo em viagem de Lua de Mel para Phuket em fevereiro de 2016. vou passar 4 dias em phuket, vc acha que consigo fazer o passeio de Phang Nga bate e volta a partir de Phuket e no outro dia fazer Ko phi Don e Ko Phi Lee juntos, tbm bate e volta ? E é melhor comprar os passeios la na hora ou aqui no Brasil ?
obrigado.

André Augusto Cella disse...

Sim, foi o que fizemos. Compre os passeios lá mesmo (nos hotéis vendem). Abc