11/08/2008

Planejamento geral

O roteiro do nosso mochilão foi montado tendo como primeira premissa passar por cidades que nem eu nem o Rafael conhecíamos (os outros três ainda não haviam viajado à Europa). Como eu disse antes, Amsterdam e Estocolmo eram as idéias iniciais.

Algumas semanas depois do início das tratativas para o roteiro, tornou-se também parte necessária da viagem uma passada por Copenhague, onde morava o Júnior, um amigo de dois dos guris.

Berlin e Bruxelas acabaram entrando meio que só para "fechar" o mapa e, aos "quarenta e oito do segundo tempo", entrou ainda Luxemburgo no nosso trajeto.

A idéia, entretanto, não era fazer muitos trechos por trem. Assim foi, tanto que tivemos quatro vôos internos na nossa viagem.

Depois de definir as cidades por onde passaríamos e o tempo que tínhamos por lá, tratamos de distribuir o número de noites em cada cidade. Montamos o roteiro numa seqüência circular e tratamos de começar as pesquisas por passagens aéreas.

Num primeiro momento, limitamos nossas escolhas às duas opções mais em conta: KLM (na época uns R$ 2600 no trecho POA-AMS) e Air France (uns R$ 2800 no trecho POA-PAR).

Depois de muito debate em cima do que ficaria melhor - começar por Paris ou Amsterdam, acabamos optando por Paris. Em cima da hora da decisão, entretanto, acabamos comprando da TAM, por causa da milhagem. No final das contas, eram só uns R$ 80 a mais do que a Air France e a descoberta de que o convênio entre as duas no programa de fidelidade não pontua no trecho América do Sul - Europa foi determinante. Afinal, não é todo dia que se ganham 12.000 milhas, o suficiente para ser "promovido" de cara para a Categoria Azul do Fidelidade TAM.

DICAS: se estiver indo a Paris de TAM, opte pelos vôos que saem do Rio, por vários motivos: 1º - geralmente é alguns reais mais barato; 2º - o aeroporto do Galeão é muito mais tranqüilo que o de Cumbica, na parte internacional; 3º - as chances de overbooking são menores (vi isso acontecer na volta de Paris com o vôo de Sampa); 4º - a aeronave dos vôos cariocas é um A330, e a de São Paulo um MD11!

Encaminhamos nossa decisão a um agente de viagens em POA, que já tinha feito meu primeiro mochilão e mais duas viagens do Rafael. Relaxamos um pouco na pesquisa dos vôos internos e acabamos deixando para o próprio agente a tarefa. No final das contas, a parte aérea inteira saiu por uns R$ 3.800 (valores de março de 2007).

Nesse valor, incluiu-se:
  • POA-GIG-CDG (TAM)
  • CDG-ARN (AIR FRANCE)
  • ARN-CPH (SAS)
  • CPH-TXL (SAS)
  • TXL-AMS (KLM)
  • CDG-GIG-POA (TAM)
O segundo vôo (Paris - Estocolmo), na verdade era uma perna do vôo intercontinental, em convênio com a TAM, por isso saiu quase de graça.

A seqüência de cidades acabou sendo definida porque colocamos os dias em cada uma no calendário para ver onde seriam os finais de semana. Optamos por deixar 1 final de semana para Paris, outro para Estocolmo/Copenhague e o último para Amsterdam, as cidades com mais lugares para sair à noite.

2 comentários:

Elisa disse...

Oi, André!
Seu blog é muito completo e está me ajudando bastante a organizar meu primeiro mochilão para a Europa! Por isso mesmo, gostaria da sua opinião sobre meu roteiro...em agosto de 2010. Seremos 4 mulheres, solteiras, e ficaremos 37 dias lá, já excluindo os dias de ida e volta.
Queremos um roteiro bem animado, com andanças durante o dia e muitas saídas à noite, em bares e boates:
- Paris (4 dias)
- Barcelona (3 dias)
- Ibiza (3 dias)
- Amsterdã (4 dias)
- Bruges/Bruxelas (4 dias)
- Berlim (3 dias)
- Praga (3 dias)
- Atenas/Mikonos/Santorini (7 dias)
- Roma/Veneza/Florença (6 dias)

Obrigada!

André Cella disse...

Olá,
Acho que está muito bom o roteiro de vcs, mas talvez o melhor seria tirar um ou dois dias de Bruges/Bruxelas e um dia de Amsterdam e colocá-los em Paris e Barcelona, que são cidades com muito mais coisas para se ver.
Reservem tudo com MUITA antecedência para agosto, porque é tudo lotado.
Com relação à Grécia, já ouvi falar muito bem das festas em Ios, por isso talvez seja de dar uma pensada em substituir alguma das outras ilhas por ela, ou mesmo apertar um pouco para incluí-la no roteiro.
Abc e obrigado pelos elogios!