29/06/2011

Entendendo Santorini

Santorini, que em grego é chamada de Thira/Θήρα (Santorini vem do nome da padroeira do lugar, Santa Irene, com a pronúncia grega) é um lugar único no mundo e é considerada uma das mais bonitas ilhas da Grécia, senão a mais bonita mesmo.

O que torna esse lugar tão especial e diferente dos outros é o fato de, na verdade, ser uma borda de uma cratera de um vulcão. Sim, isso mesmo, a ilha é a borda da cratera de um gigantesco vulcão, que está parcialmente encoberto pelo mar.

A ilha, 3500 anos atrás, tinha um formato circular e um vulcão bem no seu centro, como muitas ilhas do oceano Pacífico e algumas do sul do Atlântico. Entretanto, uma erupção vulcância de efeitos catastróficos gerou uma explosão de proporções bíblicas no ano de 1680 AC, que acabou por implodir uma grande do vulcão, fazendo sua cratera engolir boa parte da ilha.

O buraco aumentado da cratera acabou sendo inundado pelo mar, quando uma de suas paredes laterais cedeu, formando-se uma baía circular. Depois, outra parede caiu e a ilha, que já estava em formato de lua crescente, ficou um cara de um semicírculo e uma parte menor separada, a ilha de Thirasia.
No centro da "caldeira", a cratera do vulcão inundada pela água (veja acima na foto de satélite), depois de outras erupções, acabou ainda por fazer emergir algumas ilhotas menores, feitas de lava endurecida, que até hoje têm fontes de águas termais em ebulição constante, por conta do coração do vulcão, logo abaixo, que continua ativo.

O resultado de tudo isso é uma ilha que tem, na parte interna, da baía, penhascos que seriam as paredes da cratera do vulcão, e do lado de fora, depois de longas descidas que são a superfície do vulcão, praias que se formaram onde o mar cobre a montanha.

As cidades de cartão postal de Santorini, por isso, nada mais são do que uma série de casas construídas nesses penhascos da caldeira submersa do vulcão, que podem ser vistas ao logo de quase toda a extensão da ilha, pois estão num círculo que quase de fecha.

Nenhum comentário: