15/07/2008

Passes de trem ou passagens individuais?

Uma pergunta que freqüentemente surge em comunidades ou sites destinados a discussões sobre mochilões na Europa é se vale a pena ou não comprar um daqueles passes de trem para viajar por terra.

Para quem não sabe, existem alguns passes que são oferecidos pelas agências de turismo a quem vai para a Europa, que dão direito a um número ilimitado de viagens de trem dentro de determinadas regiões e por certo número de dias, ao longo de um período pré-estabelecido. Para pessoas não-residentes em países europeus, o mais conhecido é o Eurail.

O que muita gente não sabe (ou não se dá por conta) é que, na maioria das vezes, esses passes só dão direito à passagem propriamente dita, não à reserva de assentos ou camas nos trens. Isso significa que, conforme o tipo de trem (Intercity ou Eurostar), um pagamento de uma taxa adicional pode ser facultativa ou até mesmo obrigatória para garantir um assento.

Tirando essa questão, na minha opinião, um passe desses só vale a pena em situações muito específicas, como aquelas em que a pessoa quer conhecer várias cidades num curto período de tempo, ficando um ou dois dias em cada cidade, com distâncias relativamente grandes entre uma e outra.

Por quê?

Primeiro, porque os trens regionais, mais usados para distâncias curtas, são realmente mais baratos - muito menos do que um dia de passe. Faça as contas: divida o preço do passe pelo número de dias de utilização a que ele dá direito e veja quanto fica por dia. Geralmente não baixa de 20 ou 30 euros por dia... Só que uma passagem de trem regional dificilmente custa mais do que uns 10 euros.

Em segundo lugar, porque distâncias grandes (a melhor utilização do passe) hoje em dia valem muito mais a pena serem feitas de avião em companhias low fare ou mesmo em "pernas" da sua passagem intercontinental. Aqui, não estou falando apenas em menor preço, porque efetivamente a passagem poderá custar mais do que "um dia do seu passe", mas sim na relação custo-benefício. Provavelmente você levará umas 6 horas para fazer uma distância de uns 400km, coisa que se percorre em 1h de avião. Mesmo se considerar o deslocamento até o aeroporto, o tempo de espera pós check in, ainda vale a pena pagar um pouquinho mais e aproveitar mais tempo na viagem em si.

Outro fator a ser levado em consideração é o conforto. Por mais apertado que seja um avião, eu prefiro passar uma ou das horas voando do que 5 ou 6 horas num trem. Geralmente, os trens diurnos europeus têm duas espécies de configuração: cabines ou salão. Nas cabines, invariavelmente você vai ficar de frente com outras pessoas, que se não forem suas conhecidas, te obrigarão a ficar com as pernas encolhidas - sem contar o abafamento de uma cabine lotada e a "boa vontade" das pessoas em abrir ou manter a janela fechada (parece que sempre o que vc quer não é o que os outros querem). Nos salões, muitas vezes também os bancos são arranjados de forma que fiquem um de frente para o outro, repetindo o mesmo problema das cabines. Só quando os bancos são organizados na forma de um ônibus é que dá para ficar um pouco mais confortável, o que é raro. Além disso, alguns trens não têm compartimentos grandes o suficiente para guardar a sua bagagem em cima ou embaixo do seu assento, obrigando a colocá-la entre um vagão e outro. Por mais seguro que seja, a gente sempre fica com um pé atrás de deixar a mochila ou a mala sozinha bem ao lado da saída, muitas vezes sem ter como ver se ela continua ali.

Na minha opinião, o passe ficou para trás. Foi muito útil no tempo em que não havia tantas cias aéreas como agora, por isso ficou famoso e gerou aquela imagem glamourosa de conhecer a Europa toda de trem. Só que isso, perdoem-me os fãs, ficou para trás.

Numa época em que todo mundo tem cada vez menos tempo (e dinheiro), o melhor é usar o que há de mais rápido (ou pelo menos tenha o melhor custo benefício) para conhecer tudo o que se quer e aprovietar ao máximo a viagem, passando o menor tempo possível em deslocamentos.

Até porque, se o negócio é economizar dinheiro mesmo, o melhor meio de transporte é o ônibus, usado por muitos imigrantes de grana curta... Agora me diga quem é que quer ir à Europa para ficar andando de ônibus, como se faz em casa?

4 comentários:

José Luiz Gonzalez disse...

Fala rapaz, blz?

Conheci seu blog faz um tempo e tenho acompanhado sempre mas ao ver este post senti a necessidade de comentar...

Olha, concordo plenamente contigo quanto aos passes de trem da Europa não serem vantajosos... não conheci toda a Europa mas tenho certeza que pelo menos na Itália, Espanha, Portugal, Bélgica e Holanda esse passe não vale a pena...
Agora, tudo depende do turista... eu sou um cara que busco o preço como diferencial e não só não me importo como gosto de "fuçar" a internet pra descobrir preços, horários, tipos e etc. No entanto, têm pessoas que não têm saco para se preocupar com detalhes de passagens então vão numa agência e compram o passe de trem e pronto... pagam bem mais caro mas não se preocupam mais (teóricamente)...

Ah, e quanto a preferir viajar de cia aérea low cost, considero que vale a pena para viagens um pouco mais longas já que sempre tem que chegar 2h antes no aeroporto, geralmente se gasta pelo menos 1h para chegar ao aeroporto e mais 1h para chegar ao centro da cidade destino além do tempo de vôo e dependendo do transporte cidade-aeroporto-cidade pode ficar caro se somado com o bilhete aéreo... enfim, tudo depende... tem que pesquisar...

Acho que o post ficou longo mas esse assunto é uma discussão sem fim...

Abraço!

André Cella disse...

Também concordo com tudo o que tu disse aí, e acho que é bem isso: perfis diferentes.

Valeu pelo post! A cada dia descubro mais um leitor silencioso!

Anônimo disse...

Oi!
Acabo de descobri teu blog ... Coloquei la no google: vale a pena passe de trem europa? E deu no teu blog! :)
Eu estava bem decidida a comprar um Interail One Country Italia...mas to descobrindo q nao vale a pena mesmo, considerando q vou afzer poucos trechos.. vai acabar empatando.
Obrigada pelas dicas!
Marcia

Passes de trem disse...

Se você pretende viajar de trem 4 ou mais vezes, você precisa de um passe.
Os passes de trem oferecem viagens ilimitadas. Por isso, se você planeja percorrer alguns poucos destinos, provavelmente os bilhetes ponto a ponto serão mais convenientes.
Você pode comparar os preços neste site de passes de trem.