20/04/2008

Barcelona - parte XI

PARC DE LA CIUTADELLA

Logo depois do almoço, fomos direto para o Parc de la Ciutadella, que fica logo abaixo do Arc de Triomph. O parque é enorme, tem quase o tamanho de um bairro inteiro. Insistindo no clichê, é o "Central Park" de Barcelona.

O lugar tem várias partes bem diferentes uma da outra. Na parte mais a oeste, por onde entramos, há uma grande fonte d'água, com estátuas e tudo. Logo ao lado, há um grande lago, onde inclusive se alugam barquinhos e pedalinhos para passeios.


No meio há uma praça central e alguns lugares com plantas exóticas. Seguindo um pouco, depara-se com o Parlamento da Catalunha, bem no meio do parque.
Seguindo mais um pouco, na extremidade leste do Parque, fica um jardim zoológico, a única parte em que se tem que pagar para entrar.

Demos um tempo para fazer a digestão e para conhecer um pouco o lugar e seguimos em direção à praia, nosso objetivo para a maior parte da tarde.

PRAIAS E A VILA OLÍMPICA

Saindo do Parc de la Ciutadella e fazendo o contorno pela Avinguda Circumval-lació, chega-se ao começo da Vila Olímpica.

Essa parte da cidade não existia até pouco antes de 1992, quando foi construída para servir de hospedagem aos atletas olímpicos e, depois, se tornou um bairro comercial e residencial.

Na Vila em si, não há muito o que ver. Trata-se de uma seqüência de prédios parecidos, ao longo de uma grande avenida, que termina nos prédios e na fonte que aparecem nas fotos acima.

A praia fica logo ali em frente. Na verdade são 3 praias na frente da Vila Olímpica, todas meio artificiais, separadas por molhes, desenhadas quando da modificação da região para a Olimpíada. Ao lado, em direção ao porto, fica a praia da Barceloneta, onde já havíamos estado no dia anterior.

Já estávamos de mochila preparada para a praia e foi isso que fizemos.

Catamos um lugarzinho na areia, que estava bem lotada naquele domingo à tarde, e estendemos nossas toalhas para dar uma sesteada.

É engraçado ir à praia num lugar onde a cada lado tem alguém falando uma língua diferente. Para varia, tinha uns brasileiros fazendo um batuque ali por perto, mas a maioria eram europeus de tudo quando é canto mesmo.

A água, como sempre, não é das mais atraentes por causa da temperatura. Setembro, embora ainda seja um mês quente, já não é tão bom para um banho de mar...

E a pergunta que não quer calar: topless??? Sim, muitos... A mulherada não se encabula e, em nome de um bronzeado sem marquinhas, deixa os p... para fora numa boa! Tudo na maior civilidade.

Ficamos na praia até o sol se pôr, fazendo lanchinho, tomando uma cerveja. Assim que escureceu um pouco, já começou a soprar um ventinho mais frio e logo o lugar foi ficando vazio. Valeu muito a pena descansar daquele jeito, depois de uns dias conhecendo toda a cidade.

Para voltar ao albergue, caminhamos de volta até a Vila e pegamos um metrô na estação Ciutadella.

Nenhum comentário: