04/04/2008

A ilha e os idiomas

Ibiza (ou Eivissa) é o nome da ilha e da cidade principal dessa mesma ilha, por isso a referência comum a "Ibiza Town". Em tamanho, é um pouco maior do que a ilha de Santa Catarina, onde fica Florianópolis, mas como é mais arredondada, as distâncias não são tão grandes como as que existem entre as praias do norte e do sul de Floripa. Há, no máximo, 42km de uma ponta a outra, por estrada.
A ilha faz parte da Comunidade das Ilhas Baleares, que abrange Mallorca, Minorca e Formentera. O catalão é considerado um dos idiomas oficiais, por isso a duplicidade de nomes de cada lugar. Na verdade, fala-se um dialeto de catalão, chamado ibicenco, um pouco mais difícil de entender do que aquele falado em Barcelona (soa como uma mistura de português, espanhol e francês). A ilha está dividida em 5 Municípios, cujos nomes em espanhol e catalão, respectivamente, são:
Ibiza / Eivissa
San Antonio Abad / Sant Antoni de Portmany
Santa Eulalia del Río / Santa Eulària des Rìu
San José / San Josep de sa Talaia
San Juan Bautista / Sant Joan de Labritja

Nos mapas e nas placas, geralmente aparece em destaque o nome em catalão, por isso é melhor se achar por eles mesmo. Mas nem tente falar a língua; embora entender seja relativamente fácil, falar é bem complicado.

Como há muitos turistas sempre, o povo em geral (principalmente quem lida com comércio) aprendeu a falar inglês, muito mais do que em lugares como Madrid ou Barcelona. Até mesmo as rádios FM usam indistintamente o inglês, o espanhol e o catalão como línguas. Como todo mundo que mora ali sabe falar espanhol, o catalão acaba sendo usado só entre os habitantes locais mesmo. Em algumas praias mais exclusivas, há muita gente da Alemanha que não sabe direito falar nenhuma das outras, mas sempre se dá um jeito na hora de pedir informação.

Há lugares para se hospedar ou ficar em quase toda a ilha, mas nem todos são de fácil acesso. Como o objetivo da maioria dos jovens que vêm a Ibiza é conhecer as boates, acabam se concentrando nas duas cidades em que ficam a maioria delas: Eivissa (sede da Pacha e do El Divino) e Sant Antoni (sede do Eden e do Es Paradis). Há também opções de hospedagem na Platja d'en Bossa, pertinho de Eivissa; nessa praia fica a Space. A Amnesia e Privilege são meio deslocadas, ficam em Sant Rafael de sa Creu, no meio da ilha e longe pelo menos 8km de qualquer praia.

Os mais ricos, os mais famosos e os velhinhos alemães aposentados têm suas casas nas praias que, na minha opinião, são as mais bonitas: aquelas que ficam na costa oeste da ilha (Cala Vedella, Cala d'Hort, Cala Tarida). São também as mais enjoadinhas para se chegar, com estradinhas serpenteando penhascos na beira do mar.

Os espanhóis e os ibicencos de verdade, na sua maioria, se concentram nos arredores de Eivissa e em Santa Eulària. Há grandes hotéis turísticos em Sant Antoni e nas praias mais ao nordeste da ilha, na região de Portinatx e Cala de Sant Vicenç.

Eivissa propriamente dita não tem muita praia; mais é o porto e os ancoradouros de iates e barcos. Quem fica na cidade freqüenta as Platja d'en Bossa e Ses Figueretes quando o objetivo é ir à praia.

A estrada mais usada por quem vem à ilha a passeio é aquela entre Eivissa e Sant Antoni. São uns 8km até Sant Rafael e mais 8km depois, cada trecho numa linha quase reta. Quando estávamos por lá, quase todo o percurso estava em obras, para a construção de um túnel que passa por baixo de Sant Rafael e que, com isso, pretende diminuir os engarrafamentos na rodovia (vi na internet que inauguraram em abril de 2007).

2 comentários:

Marina disse...

Eu estou indo para Espanha,gostaria de algumas dicas de Albergues, lugares para visitar!

Beijos

André Augusto Cella disse...

A Espanha é um país grande e variado. Comece escolhendo bem a região (ou as regiões) que pretende visitar. Abc